O que é Lista de Espera?
É a lista que contém todos os candidatos excedentes que manifestaram interesse em participar através do Sistema de Seleção Unificado – SISU, nas datas estabelecidas no cronograma do MEC.

Como fazer para participar da Lista de Espera do SISU?
Para participar da Lista de espera da FURG, os candidatos que não forem aprovados em sua primeira ou segunda opção na chamada regular do SISU 2020/1, deverão, obrigatoriamente manifestar o interesse na página do SISU (http://sisu.mec.gov.br) de acordo com os prazos estabelecidos pelo MEC.  

Período para manifestar interesse em participar da lista de espera:

29 de janeiro de 2020 até as 23 horas e 59 minutos do dia 04 de fevereiro de 2020.
 
Prazo para participar da Lista de Espera exclusivamente em (http://sisu.mec.gov.br)

O candidato que não manifeste esse interesse no SISU, não participará da Lista de Espera da FURG.

A convocação dos candidatos da Lista de Espera será feita de acordo com os prazos estabelecidos pelo MEC.

Poderão manifestar interesse na Lista de Espera do SISU os candidatos não selecionados em nenhuma das opções na chamada regular.

Posso trocar de modalidade ou de curso na Lista de Espera da FURG?
NÃO. O candidato permanecerá na modalidade e curso indicados no ato de inscrição no SISU até o final do processo.

Como é feita a classificação na Lista de Espera da FURG?
A classificação é feita de acordo com a nota do ENEM de cada candidato.

Como são convocados os candidatos da Lista de Espera?
As convocações são publicadas na página da FURG, pelo site https://sisu.furg.br. Junto a lista dos candidatos convocados é divulgado o Edital de convocação contendo as datas, horários e local da matrícula. Somente quem foi convocado deve comparecer presencialmente para entregar os documentos de matrícula.

Meu nome está na Lista de Espera da FURG: devo comparecer para matrícula?
NÃO. Você só deve comparecer quando seu nome estiver na Lista de Convocados.

Me inscrevi nas cotas, posso ser convocado nas vagas da ampla concorrência?
Sim. O candidato concorre nas duas listas: da ampla concorrência e a cota que selecionou na inscrição. Ao ser convocado em uma das listas, o candidato é automaticamente excluído da modalidade que não foi chamado.

A matrícula é presencial?
SIM, o candidato deverá comparecer na data estabelecida para matrícula. Se não comparecer presencialmente perderá a vaga na FURG.

Não posso comparecer no dia da matrícula: o que fazer?
O candidato deverá designar um procurador e este deverá comparecer na data, local e horários descritos na convocação, portando toda a documentação necessária para realizar a matrícula, bem como procuração específica para os atos da matrícula e documento de identidade.

Para os candidatos que necessitam realizar entrevistas para ingressar nas vagas reservadas a presença do próprio candidato é obrigatória.

Candidatos que já ocupem vaga em outra instituição pública de ensino superior terão o prazo de 5 (cinco) dias úteis para cancelar a matrícula na instituição de origem. Não é necessário apresentar documento que comprove que o candidato não possui mais o vínculo com outra instituição.

É necessário confirmar a matrícula?
Sim. A confirmação da matrícula é feita presencialmente apenas nos dias estabelecidos no calendário acadêmico, geralmente na primeira semana de aula. O aluno que não assinar a ata de confirmação de matrícula no coordenação do seu curso perde a vaga na FURG.

As vagas restantes são novamente ofertadas e convocados os próximos da Lista de Espera. Os alunos que ingressarem após o prazo de confirmação de matrícula não necessitam confirmá-la.

Por que abrem novas vagas?
Muitos candidatos cancelam a matrícula, trocam de curso ou são desligados por não cumprirem os requisitos para ingressar nas modalidades de cotas. Automaticamente a vaga é aberta novamente e são convocados os próximos da lista de espera da FURG.

A matrícula na FURG é dividida em duas etapas: Solicitação de Matrícula e Confirmação Presencial de Matrícula. Confira a documentação necessária em cada uma delas:

Primeira etapa: Solicitação de Matrícula


A Solicitação de matrícula ocorre em atendimento ao cronograma oficial divulgado pelo MEC durante as Chamadas Regulares do SiSU e conforme cronograma estabelecido pela FURG para  as Chamadas Nominais Presenciais da Lista de Espera. 

A solicitação de matrícula poderá ser realizada pelo candidato ou seu representante legal.


Obs: A MATRÍCULA DEVERÁ SER REALIZADA NO MESMO MUNICÍPIO EM QUE SERÁ MINISTRADO O CURSO PARA O QUAL O CANDIDATO FOI APROVADO.

 

 

Locais:

Rio Grande-RS: Av. Itália, Km 8 s/n° - Campus Carreiros -  Telefone (53) 3233.6663

São Lourenço do Sul-RS: Rua Bento Gonçalves, nº 372 - Bairro Centro - Telefone (53) 3251.3933

Santa Vitória do Palmar-RS: Rua Glicério P. de Carvalho, S/N - São Miguel - Telefone (53) 3233.6722

Santo Antônio da Patrulha-RS: Barão do Caí, 125 - Bairro Cidade Alta - Telefone (51) 3662.6206

 

Documentos para solicitação de matrícula,

comprovação de requisitos e outras informações:

 

2017ampla 

 

 

 Vagas reservadas - Lei nº 12.711/2012:

 

2017 l9

2017 l10

2017 l13

2017 l14

 

 Vagas reservadas - Lei nº 13.409/2016: (portadores de deficiência)

 

2017 l9

2017 l10

2017 l13

2017 l14

 

Programa de Ações Afirmativas da FURG

 

 

 

O processo de matrícula na FURG ocorre em duas etapas: solicitação de matrícula (1ª etapa) e efetivação da matrícula (2ª etapa).
1ª ETAPA - Solicitação de matrícula
Documentos exigidos:
 A) Fotocópia simples do certificado, ou do atestado de conclusão do Ensino Médio (antigo 2º Grau), acompanhada do original;

B) Fotocópia simples do Histórico Escolar do Ensino Médio em escola pública brasileira (antigo 2º Grau), acompanhada do original;

C) Fotocópia simples do certificado de reservista ou de alistamento no Serviço Militar para candidatos do sexo masculino entre 18 e 46 anos; 

D) Comprovante de quitação eleitoral; 

E) Comprovante de inscrição do CPF; 

F) Fotocópia simples da cédula de identidade (no caso de candidato estrangeiro, cédula de identidade expedida pela Polícia Federal ou passaporte com Visto Temporário de estudante em validade).

G) Declaração preenchida e assinada de que não ocupa vaga em curso de graduação em outra instituição pública de ensino superior brasileira, conforme Lei nº 12.089/2009 (disponível em www.sisu.furg.br)

H) Para candidatos que tenham obtido certificado de conclusão com base no resultado do Exame Nacional do Ensino Médio - ENEM, do Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos - ENCCEJA ou de Exames de Certificação de Competência ou de Avaliação de Jovens e Adultos realizados pelos sistemas estaduais de ensino: declaração preenchida e assinada de que não cursou em nenhum momento parte do Ensino Médio em escola particular (Modelo disponível na página www.sisu.furg.br). 

I) DOCUMENTAÇÃO PARA COMPROVAÇÃO DA DEFICIÊNCIA

FORMULÁRIO DE CARACTERIZAÇÃO DA DEFICIÊNCIA, preenchido e assinado pelo médico, segundo o artigo 4º do Decreto nº 3.298, de 20 de dezembro de 1999, alterado pelo Decreto nº 5.296, de 02 de dezembro de 2004, ou que atenda o parecer CONJUR/TEM 444/11.

Baixar formulário de caracterização da deficiência  

Observação:

Os candidatos com deficiência auditiva, deverão apresentar audiograma anexo ao formulário; Candidatos com deficiência visual e ou visão monocular, deverão apresentar TAMBÉM laudo oftalmológico, com acuidade visual, pela tabela de Snellen, com a melhor correção óptica ou somatório do campo visual em graus.

J) DOCUMENTAÇÃO PARA COMPROVAÇÃO DE RENDA:

1 - Documentação dos componentes da família (residentes no mesmo imóvel, com a mesma dependência financeira):
Para efeito do disposto no item 9 desta modalidade de reserva de vaga, considera-se o item do artigo 2º, incisos II, IV, V e VI da Portaria Normativa nº18 de 11 de outubro de 2012, que prevê: "III família, a unidade nuclear composta por uma ou mais pessoas, eventualmente ampliada por outras pessoas que contribuam para o rendimento ou tenham suas despesas atendidas por aquela unidade familiar, todas moradoras em um mesmo domicílio; IV Morador, a pessoa que tem domicílio como local habitual de residência e nele reside na data de inscrição do estudante no concurso seletivo da instituição federal de ensino; V Renda familiar bruta mensal, a soma dos rendimentos brutos auferidos por todas as pessoas da família, calculada na forma do disposto nesta portaria; VI Renda familiar bruta mensal per capita, a razão entre a renda familiar bruta mensal e o total de pessoas da família, calculada na forma do art. 7º desta Portaria."
DOCUMENTAÇÃO
1.1 Fotocópia dos documentos de identidade de todos os membros do grupo familiar e das certidões de nascimento daqueles que não possuem este documento;
1.2 Fotocópia da certidão de casamento ou declaração de união estável ou equivalente, dos mantenedores do orçamento familiar;
1.3 Fotocópia da certidão de óbito de pessoas que mantinham o orçamento familiar, se for o caso;

1.4 Comprovante de recebimento de pensão alimentícia, se houver;
1.5 Comprovante de residência.

1.6 COMPROVANTE DA RENDA FAMILIAR BRUTA MENSAL: CONFORME A SITUAÇÃO DE TRABALHO DE CADA COMPONENTE DA FAMÍLIA (1.6.2 TRABALHADORES ASSALARIADOS; 1.6.3 TRABALHADOR RURAL E PESCADOR; 1.6.4 APOSENTADOS E PENSIONISTAS; 1.6.5 TRABALHADR AUTÔNOMO E TRABALHADOR LIBERAL; 1.6.6 DONOS/AS DE CASA OU FAMILIARES ADULTOS/AS QUE NÃO EXERCEM ATIVIDADE REMUNERADA; 1.6.7 RENDIMENTOS DE ALUGUEL OU ARRENDAMENTO DE BENS MÓVEIS E IMÓVEIS).
1.6.1 Rendimentos provenientes de programas sociais como: Bolsa Família, Benefício de Prestação Continuada da LOAS, Auxílio Reclusão, entre outros, quando houver.

1.6.2 TRABALHADORES ASSALARIADOS
1.6.2.1 Fotocópias simples dos últimos 3 contracheques recebidos;
1.6.2.2 Fotocópia simples da declaração de imposto de renda pessoa física - IRPF completa, acompanhada do recibo de entrega à Receita Federal do Brasil, quando houver;

1.6.2.3 Declaração de isenção do Imposto de Renda, emitida pelo site da Receita Federal, se for o caso;

1.6.2.4 Carteira de Trabalho e Previdência Social - CTPS (Cópia das folhas: da foto, de identificação, do último contrato de trabalho e da folha posterior);

1.6.2.5 Extratos bancários (com histórico de movimentação da conta) dos últimos 3 meses (anteriores ao mês da matrícula) de todos os componentes da família e de todas as contas bancárias;

1.6.2.6 Certidão emitida pelo Banco Central constando que não possui conta bancária que pode ser acessada pelo link https://www3.bcb.gov.br/nadaconsta/emitirCertidaoCCS do Banco Central, se for o caso;
1.6.2.7 Comprovantes de despesas (aluguel, luz, água, internet, medicação, entre outros).

1.6.3 TRABALHADOR RURAL E PESCADOR
1.6.3.1 Fotocópia simples da declaração de imposto de renda pessoa física - IRPF completa, acompanhada do recibo de entrega à Receita Federal do Brasil, quando houver;

1.6.3.2 Declaração de isenção do Imposto de Renda, emitida pelo site da Receita Federal, se for o caso;
1.6.3.3 Declaração do sindicato de classe ou cooperativa, constando rendimentos anual ou mensal;
1.6.3.4 Declaração fornecida pelo/a trabalhador/a ou proprietário/a rural, na qual conste: utilização da terra (o que produz), quanto produz, renda dos últimos doze meses e descrição dos bens (máquinas, animais, etc) e carteira de identidade do/a declarante; Declaração do Imposto sobre Propriedade Territorial Rural - ITR;
1.6.3.5 Carteira de Trabalho e Previdência Social - CTPS (Cópia das folhas: da foto, de identificação, do último contrato de trabalho e da folha posterior), quando houver;

1.6.3.6 Extratos bancários (com histórico de movimentação da conta) dos últimos 3 meses (anteriores ao mês da matrícula) de todos os componentes da família e de todas as contas bancárias;

1.6.3.7 Certidão emitida pelo Banco Central constando que não possui conta bancária que pode ser acessada pelo link https://www3.bcb.gov.br/nadaconsta/emitirCertidaoCCS do Banco Central, se for o caso;

1.6.3.8 Comprovantes de despesas (aluguel, luz, água, internet, medicação, entre outros).

1.6.4 APOSENTADOS E PENSIONISTAS
1.6.4.1 Extrato mais recente do pagamento do benefício;
1.6.4.2 Fotocópia simples da declaração de imposto de renda pessoa física - IRPF completa, acompanhada do recibo de entrega à Receita Federal do Brasil, quando houver;

1.6.4.3 Declaração de isenção do Imposto de Renda, emitida pelo site da Receita Federal, se for o caso;
1.6.4.4 Carteira de Trabalho e Previdência Social - CTPS (Cópia das folhas: da foto, de identificação, do último contrato de trabalho e da folha posterior), quando houver;
 1.6.4.5 Extratos bancários (com histórico de movimentação da conta) dos últimos 3 meses (anteriores ao mês da matrícula) de todos os componentes da família e de todas as contas bancárias;

1.6.4.6 Certidão emitida pelo Banco Central constando que não possui conta bancária que pode ser acessada pelo link https://www3.bcb.gov.br/nadaconsta/emitirCertidaoCCS do Banco Central, se for o caso;

1.6.4.7 Comprovantes de despesas (aluguel, luz, água, internet, medicação, entre outros).

1.6.5 TRABALHADOR AUTÔNOMO E TRABALHADOR LIBERAL
1.6.5.1 Fotocópia simples da declaração de imposto de renda pessoa física - IRPF completa, acompanhada do recibo de entrega à Receita Federal do Brasil, quando houver;

1.6.5.2 Declaração de isenção do Imposto de Renda, emitida pelo site da Receita Federal, se for o caso;
1.6.5.3 Guia de recolhimento da União - GRU/INSS atualizado, se houver;
1.6.5.4Declaração Comprobatória de Percepção de Rendimentos (DECORE), se houver;
1.6.5.5Carteira de Trabalho e Previdência Social - CTPS (Cópia das folhas: da foto, de identificação, do último contrato de trabalho e da folha posterior), quando houver;
1.6.5.6 Autodeclaração devidamente identificada, autenticada em cartório, constando que exerce trabalho eventual autônomo, sem CNPJ, se for o caso, conforme modelo disponibilizado junto ao sítio eletrônico institucional (Disponível em www.sisu.furg.br);
1.6.5.7Extratos bancários (com histórico de movimentação da conta) dos últimos 3 meses (anteriores ao mês da matrícula) de todos os componentes da família e de todas as contas bancárias;

1.6.5.8Certidão emitida pelo Banco Central constando que não possui conta bancária que pode ser acessada pelo link https://www3.bcb.gov.br/nadaconsta/emitirCertidaoCCS do Banco Central, se for o caso;
1.6.5.9 Comprovantes de despesas (aluguel, luz, água, internet, medicação, entre outros).

1.6.6 DONOS/AS DE CASA OU FAMILIARES ADULTOS/AS QUE NÃO EXERCEM ATIVIDADE REMUNERADA
1.6.6.1 Carteira de Trabalho e Previdência Social - CTPS (Cópia das folhas: da foto, de identificação, do último contrato de trabalho e da folha posterior), quando houver;
1.6.6.2 Autodeclaração devidamente identificada constando que não exerce atividade remunerada e com assinatura reconhecida em cartório. Deverá constar na autodeclaração o número do CPF, do RG, nome completo, telefone e endereço completo, conforme modelo disponibilizado junto ao sítio eletrônico institucional (Disponível em www.sisu.furg.br);
1.6.6.3 Declaração de isenção do Imposto de Renda, emitida pelo site da Receita Federal, se for o caso;
1.6.6.4 Extratos bancários (com histórico de movimentação da conta) dos últimos 3 meses (anteriores ao mês da matrícula) de todos os componentes da família e de todas as contas bancárias;

1.6.6.5 Certidão emitida pelo Banco Central constando que não possui conta bancária que pode ser acessada pelo link https://www3.bcb.gov.br/nadaconsta/emitirCertidaoCCS do Banco Central, se for o caso;
1.6.6.6 Comprovantes de despesas (aluguel, luz, água, internet, medicação, entre outros).

1.6.7 RENDIMENTOS DE ALUGUEL OU ARRENDAMENTO DE BENS MÓVEIS E IMÓVEIS
1.6.7.1 Fotocópia simples da declaração de imposto de renda pessoa física - IRPF completa, acompanhada do recibo de entrega à Receita Federal do Brasil, quando houver;

1.6.7.2 Declaração de isenção do Imposto de Renda, emitida pelo site da Receita Federal, se for o caso;
1.6.7.3 Fotocópia simples do contrato de locação ou arrendamento registrado em cartório acompanhado do último comprovante de recebimento;
1.6.7.4 Extratos bancários (com histórico de movimentação da conta) dos últimos 3 meses (anteriores ao mês da matrícula) de todos os componentes da família e de todas as contas bancárias;

1.6.7.5 Certidão emitida pelo Banco Central constando que não possui conta bancária que pode ser acessada pelo link https://www3.bcb.gov.br/nadaconsta/emitirCertidaoCCS do Banco Central, se for o caso;
1.6.7.6 Comprovantes de despesas (aluguel, luz, água, internet, medicação, entre outros).

Atenção: O candidato que se declarar independente financeiramente deverá comprovar sua subsistência autônoma, ou seja, que não depende do sustento de terceiros, bem como de auxílios/benefícios estudantis.

Caso a matrícula seja feita por procurador/a, o/a candidato deverá anexar aos documentos a tabela contendo informações relacionadas ao grupo familiar, conforme modelo disponibilizado junto ao sítio eletrônico institucional (Disponível em www.sisu.furg.br).
Atenção: Não será aceito o documento de identidade em que se "Não Alfabetizado" ou que não permita a conferência da assinatura ou a identificação fotográfica do candidato.

2ª ETAPA - Efetivação da matrícula
Assinatura da ata de confirmação na Coordenação de Curso durante a primeira semana de aula. O estudante que não cumprir esta etapa, seja pessoalmente ou por procurador, perderá a vaga.
Observações importantes:
I- Somente serão aceitos, para fins de comprovação de conclusão do Ensino Médio em escolas da rede pública os seguintes documentos, além dos já citados nos itens 1 e 2 deste Termo: Certificado obtido: a) na modalidade de Educação de Jovens e Adultos; b) na conclusão com base no resultado do Exame Nacional do Médio - ENEM; c) no Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos - ENCCEJA; d) nos exames de certificação de competência ou de avaliação de jovens e adultos realizados pelos sistemas estaduais de ensino.
II- Caso a matrícula seja feita por procurador, este deve estar munido de procuração específica para o ato da matrícula, reconhecida em cartório e não será necessária a apresentação dos documentos originais, apenas cópias simples.
III- Os candidatos devem ficar atentos a toda a documentação necessária para a realização da matrícula, pois não serão aceitos documentos fora dos prazos estabelecidos, sob pena de perder a vaga.

O processo de matrícula na FURG ocorre em duas etapas: solicitação de matrícula (1ª etapa) e efetivação da matrícula (2ª etapa).
1ª ETAPA - Solicitação de matrícula
Documentos exigidos:
 A) Fotocópia simples do certificado, ou do atestado de conclusão do Ensino Médio (antigo 2º Grau), acompanhada do original;

B) Fotocópia simples do Histórico Escolar do Ensino Médio em escola pública brasileira (antigo 2º Grau), acompanhada do original;

C) Fotocópia simples do certificado de reservista ou de alistamento no Serviço Militar para candidatos do sexo masculino entre 18 e 46 anos; 

D) Comprovante de quitação eleitoral; 

E) Comprovante de inscrição do CPF; 

F) Fotocópia simples da cédula de identidade (no caso de candidato estrangeiro, cédula de identidade expedida pela Polícia Federal ou passaporte com Visto Temporário de estudante em validade).

G) Declaração preenchida e assinada de que não ocupa vaga em curso de graduação em outra instituição pública de ensino superior brasileira, conforme Lei nº 12.089/2009 (disponível em  www.sisu.furg.br)

H) AUTODECLARAÇÕES
1- Declaração preenchida e assinada de que não cursou em nenhum momento parte do Ensino Médio em escola particular, (Modelo disponível na página www.sisu.furg.br) somente para candidatos selecionados, que tenham obtido certificado de conclusão com base no resultado do Exame Nacional do Ensino Médio - ENEM, do Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos - ENCCEJA ou de Exames de Certificação de Competência ou de Avaliação de Jovens e Adultos realizados pelos sistemas estaduais de ensino.
2- Autodeclaração Étnico-Racial, preenchida e assinada. (Modelo disponível na página www.sisu.furg.br)

I) DOCUMENTAÇÃO PARA COMPROVAÇÃO DA DEFICIÊNCIA

FORMULÁRIO DE CARACTERIZAÇÃO DA DEFICIÊNCIA, preenchido e assinado pelo médico, segundo o artigo 4º do Decreto nº 3.298, de 20 de dezembro de 1999, alterado pelo Decreto nº 5.296, de 02 de dezembro de 2004, ou que atenda o parecer CONJUR/TEM 444/11. 

Baixar formulário de caracterização da deficiência

Observação:

Os candidatos com deficiência auditiva, deverão apresentar audiograma anexo ao formulário; Candidatos com deficiência visual e ou visão monocular, deverão apresentar TAMBÉM laudo oftalmológico, com acuidade visual, pela tabela de Snellen, com a melhor correção óptica ou somatório do campo visual em graus.

 

J) Para candidatos que se autodeclararem pretos e pardos: autodeclaração Étnico-Racial, preenchida e assinada. (Modelo disponível na página  www.sisu.furg.br)

K) DOCUMENTAÇÃO PARA COMPROVAÇÃO DE RENDA:

1 - Documentação dos componentes da família (residentes no mesmo imóvel, com a mesma dependência financeira):
Para efeito do disposto no item 9 desta modalidade de reserva de vaga, considera-se o item do artigo 2º, incisos II, IV, V e VI da Portaria Normativa nº18 de 11 de outubro de 2012, que prevê: "III família, a unidade nuclear composta por uma ou mais pessoas, eventualmente ampliada por outras pessoas que contribuam para o rendimento ou tenham suas despesas atendidas por aquela unidade familiar, todas moradoras em um mesmo domicílio; IV Morador, a pessoa que tem domicílio como local habitual de residência e nele reside na data de inscrição do estudante no concurso seletivo da instituição federal de ensino; V Renda familiar bruta mensal, a soma dos rendimentos brutos auferidos por todas as pessoas da família, calculada na forma do disposto nesta portaria; VI Renda familiar bruta mensal per capita, a razão entre a renda familiar bruta mensal e o total de pessoas da família, calculada na forma do art. 7º desta Portaria."
DOCUMENTAÇÃO
1.1 Fotocópia dos documentos de identidade de todos os membros do grupo familiar e das certidões de nascimento daqueles que não possuem este documento;
1.2 Fotocópia da certidão de casamento ou declaração de união estável ou equivalente, dos mantenedores do orçamento familiar;
1.3 Fotocópia da certidão de óbito de pessoas que mantinham o orçamento familiar, se for o caso;

1.4 Comprovante de recebimento de pensão alimentícia, se houver;
1.5 Comprovante de residência.


1.6 COMPROVANTE DA RENDA FAMILIAR BRUTA MENSAL: CONFORME A SITUAÇÃO DE TRABALHO DE CADA COMPONENTE DA FAMÍLIA (1.6.2 TRABALHADORES ASSALARIADOS; 1.6.3 TRABALHADOR RURAL E PESCADOR; 1.6.4 APOSENTADOS E PENSIONISTAS; 1.6.5 TRABALHADR AUTÔNOMO E TRABALHADOR LIBERAL; 1.6.6 DONOS/AS DE CASA OU FAMILIARES ADULTOS/AS QUE NÃO EXERCEM ATIVIDADE REMUNERADA; 1.6.7 RENDIMENTOS DE ALUGUEL OU ARRENDAMENTO DE BENS MÓVEIS E IMÓVEIS).
1.6.1 Rendimentos provenientes de programas sociais como: Bolsa Família, Benefício de Prestação Continuada da LOAS, Auxílio Reclusão, entre outros, quando houver.


1.6.2 TRABALHADORES ASSALARIADOS
1.6.2.1 Fotocópias simples dos últimos 3 contracheques recebidos;
1.6.2.2 Fotocópia simples da declaração de imposto de renda pessoa física - IRPF completa, acompanhada do recibo de entrega à Receita Federal do Brasil, quando houver; 

1.6.2.3 Declaração de isenção do Imposto de Renda, emitida pelo site da Receita Federal, se for o caso;

1.6.2.4 Carteira de Trabalho e Previdência Social - CTPS (Cópia das folhas: da foto, de identificação, do último contrato de trabalho e da folha posterior);

1.6.2.5 Extratos bancários (com histórico de movimentação da conta) dos últimos 3 meses (anteriores ao mês da matrícula) de todos os componentes da família e de todas as contas bancárias;

1.6.2.6 Certidão emitida pelo Banco Central constando que não possui conta bancária que pode ser acessada pelo link https://www3.bcb.gov.br/nadaconsta/
emitirCertidaoCCS do Banco Central, se for o caso;
 1.6.2.7 Comprovantes de despesas (aluguel, luz, água, internet, medicação, entre outros).


1.6.3 TRABALHADOR RURAL E PESCADOR
1.6.3.1 Fotocópia simples da declaração de imposto de renda pessoa física - IRPF completa, acompanhada do recibo de entrega à Receita Federal do Brasil, quando houver;

1.6.3.2 Declaração de isenção do Imposto de Renda, emitida pelo site da Receita Federal, se for o caso;
1.6.3.3 Declaração do sindicato de classe ou cooperativa, constando rendimentos anual ou mensal;
1.6.3.4 Declaração fornecida pelo/a trabalhador/a ou proprietário/a rural, na qual conste: utilização da terra (o que produz), quanto produz, renda dos últimos doze meses e descrição dos bens (máquinas, animais, etc) e carteira de identidade do/a declarante; Declaração do Imposto sobre Propriedade Territorial Rural - ITR;
1.6.3.5 Carteira de Trabalho e Previdência Social - CTPS (Cópia das folhas: da foto, de identificação, do último contrato de trabalho e da folha posterior), quando houver;

1.6.3.6 Extratos bancários (com histórico de movimentação da conta) dos últimos 3 meses (anteriores ao mês da matrícula) de todos os componentes da família e de todas as contas bancárias;

1.6.3.7 Certidão emitida pelo Banco Central constando que não possui conta bancária que pode ser acessada pelo link https://www3.bcb.gov.br/nadaconsta/
emitirCertidaoCCS do Banco Central, se for o caso;

1.6.3.8 Comprovantes de despesas (aluguel, luz, água, internet, medicação, entre outros).


1.6.4 APOSENTADOS E PENSIONISTAS
1.6.4.1 Extrato mais recente do pagamento do benefício;
1.6.4.2 Fotocópia simples da declaração de imposto de renda pessoa física - IRPF completa, acompanhada do recibo de entrega à Receita Federal do Brasil, quando houver;

1.6.4.3 Declaração de isenção do Imposto de Renda, emitida pelo site da Receita Federal, se for o caso;
1.6.4.4 Carteira de Trabalho e Previdência Social - CTPS (Cópia das folhas: da foto, de identificação, do último contrato de trabalho e da folha posterior), quando houver;
 1.6.4.5 Extratos bancários (com histórico de movimentação da conta) dos últimos 3 meses (anteriores ao mês da matrícula) de todos os componentes da família e de todas as contas bancárias;

1.6.4.6 Certidão emitida pelo Banco Central constando que não possui conta bancária que pode ser acessada pelo link https://www3.bcb.gov.br/nadaconsta/
emitirCertidaoCCS do Banco Central, se for o caso;

1.6.4.7 Comprovantes de despesas (aluguel, luz, água, internet, medicação, entre outros).

 

1.6.5 TRABALHADOR AUTÔNOMO E TRABALHADOR LIBERAL
1.6.5.1 Fotocópia simples da declaração de imposto de renda pessoa física - IRPF completa, acompanhada do recibo de entrega à Receita Federal do Brasil, quando houver; 

1.6.5.2 Declaração de isenção do Imposto de Renda, emitida pelo site da Receita Federal, se for o caso;
1.6.5.3 Guia de recolhimento da União - GRU/INSS atualizado, se houver;
1.6.5.4Declaração Comprobatória de Percepção de Rendimentos (DECORE), se houver;
1.6.5.5Carteira de Trabalho e Previdência Social - CTPS (Cópia das folhas: da foto, de identificação, do último contrato de trabalho e da folha posterior), quando houver;
1.6.5.6 Autodeclaração devidamente identificada, autenticada em cartório, constando que exerce trabalho eventual autônomo, sem CNPJ, se for o caso, conforme modelo disponibilizado junto ao sítio eletrônico institucional (Disponível em www.sisu.furg.br);
 1.6.5.7Extratos bancários (com histórico de movimentação da conta) dos últimos 3 meses (anteriores ao mês da matrícula) de todos os componentes da família e de todas as contas bancárias;

1.6.5.8Certidão emitida pelo Banco Central constando que não possui conta bancária que pode ser acessada pelo link https://www3.bcb.gov.br/nadaconsta/
emitirCertidaoCCS do Banco Central, se for o caso;
1.6.5.9 Comprovantes de despesas (aluguel, luz, água, internet, medicação, entre outros).


1.6.6 DONOS/AS DE CASA OU FAMILIARES ADULTOS/AS QUE NÃO EXERCEM ATIVIDADE REMUNERADA
1.6.6.1 Carteira de Trabalho e Previdência Social - CTPS (Cópia das folhas: da foto, de identificação, do último contrato de trabalho e da folha posterior), quando houver;
1.6.6.2 Autodeclaração devidamente identificada constando que não exerce atividade remunerada e com assinatura reconhecida em cartório. Deverá constar na autodeclaração o número do CPF, do RG, nome completo, telefone e endereço completo, conforme modelo disponibilizado junto ao sítio eletrônico institucional (Disponível em www.sisu.furg.br);
1.6.6.3 Declaração de isenção do Imposto de Renda, emitida pelo site da Receita Federal, se for o caso;
1.6.6.4 Extratos bancários (com histórico de movimentação da conta) dos últimos 3 meses (anteriores ao mês da matrícula) de todos os componentes da família e de todas as contas bancárias;

1.6.6.5 Certidão emitida pelo Banco Central constando que não possui conta bancária que pode ser acessada pelo link https://www3.bcb.gov.br/nadaconsta/
emitirCertidaoCCS do Banco Central, se for o caso;
1.6.6.6 Comprovantes de despesas (aluguel, luz, água, internet, medicação, entre outros).


1.6.7 RENDIMENTOS DE ALUGUEL OU ARRENDAMENTO DE BENS MÓVEIS E IMÓVEIS
1.6.7.1 Fotocópia simples da declaração de imposto de renda pessoa física - IRPF completa, acompanhada do recibo de entrega à Receita Federal do Brasil, quando houver; 

1.6.7.2 Declaração de isenção do Imposto de Renda, emitida pelo site da Receita Federal, se for o caso;
1.6.7.3 Fotocópia simples do contrato de locação ou arrendamento registrado em cartório acompanhado do último comprovante de recebimento;
 1.6.7.4 Extratos bancários (com histórico de movimentação da conta) dos últimos 3 meses (anteriores ao mês da matrícula) de todos os componentes da família e de todas as contas bancárias;

1.6.7.5 Certidão emitida pelo Banco Central constando que não possui conta bancária que pode ser acessada pelo link https://www3.bcb.gov.br/nadaconsta/
emitirCertidaoCCS do Banco Central, se for o caso;
1.6.7.6 Comprovantes de despesas (aluguel, luz, água, internet, medicação, entre outros).


Atenção: O candidato que se declarar independente financeiramente deverá comprovar sua subsistência autônoma, ou seja, que não depende do sustento de terceiros, bem como de auxílios/benefícios estudantis.

Caso a matrícula seja feita por procurador/a, o/a candidato deverá anexar aos documentos a tabela contendo informações relacionadas ao grupo familiar, conforme modelo disponibilizado junto ao sítio eletrônico institucional (Disponível em www.sisu.furg.br).
Atenção: Não será aceito o documento de identidade em que se "Não Alfabetizado" ou que não permita a conferência da assinatura ou a identificação fotográfica do candidato.

 

Atenção: Não será aceito o documento de identidade em que se "Não Alfabetizado" ou que não permita a conferência da assinatura ou a identificação fotográfica do candidato.

2ª ETAPA - Efetivação da matrícula
Assinatura da ata de confirmação na Coordenação de Curso durante a primeira semana de aula. O estudante que não cumprir esta etapa, seja pessoalmente ou por procurador, perderá a vaga.
Observações importantes:
I- Somente serão aceitos, para fins de comprovação de conclusão do Ensino Médio em escolas da rede pública os seguintes documentos, além dos já citados nos itens 1 e 2 deste Termo: Certificado obtido: a) na modalidade de Educação de Jovens e Adultos; b) na conclusão com base no resultado do Exame Nacional do Médio - ENEM; c) no Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos - ENCCEJA; d) nos exames de certificação de competência ou de avaliação de jovens e adultos realizados pelos sistemas estaduais de ensino.
II- Caso a matrícula seja feita por procurador, este deve estar munido de procuração específica para o ato da matrícula, reconhecida em cartório e não será necessária a apresentação dos documentos originais, apenas cópias simples.
III- Os candidatos devem ficar atentos a toda a documentação necessária para a realização da matrícula, pois não serão aceitos documentos fora dos prazos estabelecidos, sob pena de perder a vaga.
IV- A veracidade da autodeclaração Étnico-Racial será aferida por comissão designada para este fim.

 

 

O processo de matrícula na FURG ocorre em duas etapas: solicitação de matrícula (1ª etapa) e efetivação da matrícula (2ª etapa).
1ª ETAPA - Solicitação de matrícula
Documentos exigidos:
A) Fotocópia simples do certificado, ou do atestado de conclusão do Ensino Médio (antigo 2º Grau), acompanhada do original;

B) Fotocópia simples do Histórico Escolar do Ensino Médio em escola pública brasileira (antigo 2º Grau), acompanhada do original;

C) Fotocópia simples do certificado de reservista ou de alistamento no Serviço Militar para candidatos do sexo masculino entre 18 e 46 anos; 

D) Comprovante de quitação eleitoral; 

E) Comprovante de inscrição do CPF; 

F) Fotocópia simples da cédula de identidade (no caso de candidato estrangeiro, cédula de identidade expedida pela Polícia Federal ou passaporte com Visto Temporário de estudante em validade).

G) Declaração preenchida e assinada de que não ocupa vaga em curso de graduação em outra instituição pública de ensino superior brasileira, conforme Lei nº 12.089/2009 (disponível em   www.sisu.furg.br)

H) Para candidatos que tenham obtido certificado de conclusão com base no resultado do Exame Nacional do Ensino Médio - ENEM, do Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos - ENCCEJA ou de Exames de Certificação de Competência ou de Avaliação de Jovens e Adultos realizados pelos sistemas estaduais de ensino: declaração preenchida e assinada de que não cursou em nenhum momento parte do Ensino Médio em escola particular (Modelo disponível na página www.sisu.furg.br).

I) DOCUMENTAÇÃO PARA COMPROVAÇÃO DA DEFICIÊNCIA

FORMULÁRIO DE CARACTERIZAÇÃO DA DEFICIÊNCIA, preenchido e assinado pelo médico, segundo o artigo 4º do Decreto nº 3.298, de 20 de dezembro de 1999, alterado pelo Decreto nº 5.296, de 02 de dezembro de 2004, ou que atenda o parecer CONJUR/TEM 444/11. 

Baixar formulário de caracterização da deficiência

Observação:

Os candidatos com deficiência auditiva deverão apresentar audiograma anexo ao formulário; Candidatos com deficiência visual e ou visão monocular, deverão apresentar TAMBÉM laudo oftalmológico, com acuidade visual, pela tabela de Snellen, com a melhor correção óptica ou somatório do campo visual em graus.

Atenção: Não será aceito o documento de identidade em que se "Não Alfabetizado" ou que não permita a conferência da assinatura ou a identificação fotográfica do candidato.

2ª ETAPA - Efetivação da matrícula
Assinatura da ata de confirmação na Coordenação de Curso durante a primeira semana de aula. O estudante que não cumprir esta etapa, seja pessoalmente ou por procurador, perderá a vaga.
Observações importantes:
I- Somente serão aceitos, para fins de comprovação de conclusão do Ensino Médio em escolas da rede pública os seguintes documentos, além dos já citados nos itens 1 e 2 deste Termo: Certificado obtido: a) na modalidade de Educação de Jovens e Adultos; b) na conclusão com base no resultado do Exame Nacional do Médio - ENEM; c) no Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos - ENCCEJA; d) nos exames de certificação de competência ou de avaliação de jovens e adultos realizados pelos sistemas estaduais de ensino.
II- Caso a matrícula seja feita por procurador, este deve estar munido de procuração específica para o ato da matrícula, reconhecida em cartório e não será necessária a apresentação dos documentos originais, apenas cópias simples.
III- Os candidatos devem ficar atentos a toda a documentação necessária para a realização da matrícula, pois não serão aceitos documentos fora dos prazos estabelecidos, sob pena de perder a vaga.